Economia

Em 1978, Sarandi realizou a 1ª EXPOFESA, Exposição Feira de Sarandi, que se manteve até a 8ª edição, realizada no período das comemorações do Município, expondo as atividades existentes no mesmo, inclusive com a participação do comércio, entidades, setores da agricultura e pecuária, indústrias e outros.
Em 1982, com a redução da área territorial e a crise da agricultura iniciou-se em Sarandi verdadeira transformação na mentalidade do povo. Era necessário buscar novas alternativas, sendo a industrialização um dos caminhos a seguir.
Na época, tiveram início as primeiras indústrias de vestuário, calçados e acessórios, dando os primeiros passos para a formação do atual Polo Regional de Indústrias do Rio Grande do Sul, como hoje é conceituado o nosso município.
Em 1992, a ACI – Associação Comercial e Industrial, hoje, ACISAR – Associação Comercial e Industrial de Sarandi, deu continuidade no processo de Marketing, em parceira com o Poder Público Municipal, SEBRAE e SENAI com a realização de uma Feira de Confecções, a Induvesa, mais tarde transformada em Feisa, com o intuito de divulgar e comercializar seus produtos além das fronteiras de Sarandi.
O setor calçadista emprega hoje em Sarandi mais de 1300 pessoas e produz uma ampla linha de calçados que vende para todo o Brasil. Destaca-se a unidade da Dakota, uma das maiores indústrias de calçados do país. No setor têxtil, Sarandi conta com indústrias onde são fabricados diversos artigos como jeans, moda feminina, moda fitness, malharia de fios, camisas masculinas, calças sociais, camisetas, lingeries, pijamas, camisolas, roupas infantis, artigos esportivos, roupas em couro, enxovais, entre uma infinidade de outros produtos. Uma constante preocupação entre o empresariado do setor têxtil é a busca de mão de obra especializada. Hoje são inúmeros jovens e profissionais de Sarandi e região que buscam aperfeiçoamento em cursos oferecidos pela Acisar em parceria com o Poder Público Municipal e ainda em outros cursos oferecidos pela Universidade de Passo Fundo – Campus Sarandi.
A atividade moveleira também cresceu significativamente nos últimos anos na Região da Produção, principalmente no município de Sarandi, onde o setor assume grande importância na economia regional através da geração de empregos e renda.
O Setor de Alimentação se destaca pela enorme produção dos diversos tipos de pães, cucas, massas, bolachas e outros pelas padarias tradicionais e indústrias caseiras, o aproveitamento do leite na produção de queijos e derivados, o aproveitamento das frutas para produção de conservas e geleias e destaca-se também a produção de embutidos. Fora isso, Sarandi dispõe de comida de chapão e a culinária típica das etnias italiana e alemã.
A criação de gado evoluiu para uma bacia leiteira que vem se destacando ano a ano. A suinocultura, que em muitas propriedades continua rudimentar, modernizou-se e hoje abastece a Cotrisal com animais que na engorda, por sistema de integração, abastece a AURORA, fazendo crescer a indústria de rações.
A agricultura representa a manutenção de aproximadamente 2.000 famílias em Sarandi. Neste contexto, destacamos a Cotrisal (Cooperativa Tritícola Sarandi Ltda), que atua no agronegócio gerando desenvolvimento tecnológico, econômico e financeiro aos sócios e colaboradores, com responsabilidade social e ambiental.
O cultivo de parreiras tem aumentado nos últimos anos, e a partir deste, a comercialização do vinho e da uva in natura. Costume este, herdado dos pioneiros italianos, os quais são mantidos até os dias atuais, sendo uma das opções de renda de pequenos e médios produtores.
Por sua posição geográfica privilegiada, Sarandi apresenta-se como importante ponto logístico e estratégico, tanto para o escoamento da produção, bem como para o recebimento de matéria-prima para as indústrias.
Hoje, Sarandi oferece uma enorme variedade de serviços que geram também empregos e renda, como o setor de informática, bancos, contabilidade, hotelaria, imobiliárias, medicina, entre outros. Cresce com grande destaque o setor de terraplanagem, prestando serviços em todo o país, inclusive com um potencial considerável de oficinas de recuperação de equipamentos.
A área da construção civil está em pleno desenvolvimento. Novos prédios e construções surgem a todo instante e o setor agrega indústrias de artefatos de cimento, metalurgia, gerando empregos formais.
Sarandi alcançou, nos últimos anos, um desenvolvimento prático e objetivo, baseado nas parcerias e no trabalho, despertando o interesse dos poderes constituídos, universidades, pesquisadores e investidores.

Autoridades visitam o parque de exposições da FEISA 2017

Autoridades visitam o parque de exposições da FEISA 2017

Representantes do município participam de reunião em Trindade do Sul

Representantes do município participam de reunião em Trindade do Sul

Representante de Sarandi participa de reunião na FUNASA

Representante de Sarandi participa de reunião na FUNASA

Prefeito e Secretário de Saúde participam de audiências em Porto Alegre

Prefeito e Secretário de Saúde participam de audiências em Porto Alegre

Reunião no Badesul com Heidi de Moraes

SME realiza com sucesso mais uma edição da Aldeia do Coelho

SME realiza com sucesso mais uma edição da Aldeia do Coelho

FEISA 2017: Uma vitrine que gera emprego

FEISA 2017: Uma vitrine que gera emprego

Sarandi pode ficar sem serviços do SAMU

Sarandi pode ficar sem serviços do SAMU

Prefeito e vice receberam o Reitor da UPF

Prefeito e vice receberam o Reitor da UPF

Secretaria de Obras realiza mudanças em canteiros centrais

Secretaria de Obras realiza mudanças em canteiros centrais
  • bt-cde
  • bt-pja
  • bt-nfg
  • bt-seppc
  • bt-farmaciapopular